GEISEL, MAR DE LAMA DA CORRUPÇÃO NA DITADURA MILITAR

O

regime militar de 1964-1985, 21 anos, não é um exemplo de combate a corrupção, pois graçava a corrupção durante aquele regime envolvendo militares e civis pertencentes ao regime.
            Tal era o nível de corrupção, que somente em uma edição do jornal Movimento foram apontados 2.000 casos de corrupção, a reação do regime militar não foi de apurar e responder uma a uma das denúncias, pelo contrário foi calar e reprimir o jornal com recolhimento da edição, inclusive com uso em algumas cidades de força militar do exército. O título daquele jornal era bastante significativo “GEISEL NUM MAR DE LAMA”.
            O jornal a cada número via com mais clareza os atos de corrupção não combatidos pelo regime.
       Na gestão do ditador seguinte, a corrupção não diminuiu, pelo contrário, no Governo Figueiredo, a corrupção avançava, até o filho do Presidente se beneficiou de empréstimos na Caixa Econômica Federal, que seria destinado para casa popular, para construir o Motel Playtime.

Hudson Chaves

Compartilhe:

Deixe um comentário

Todos os campos sinalizados (*) são obrigatórios