MOVIMENTO CAMPONÊS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FOI MONITORADO PELA DITADURA

Depois de Pernambuco e da Paraíba, foi no Estado do Rio de Janeiro que as Ligas Camponesas mais se desenvolveu. Essa expansão ocorreu devido ao grau de radicalização e tensão no campo fluminense.  Norte do Estado, tendo Campos como epicentro e Caxias, na Baixada, foram as regiões onde o nível de organização chegou a um alto grau.

Com o Golpe Militar de 1964, a repressão atingiu o movimento camponês com extrema brutalidade. Eram forças do exército, da PM e Polícia Civil, além das milícias formadas e financiadas pelos fazendeiros.

A reorganização do movimento camponês só começou dois anos após o Golpe Militar.

O documento em anexo, mostra a preocupação da ditadura com as articulações desenvolvidas pelas lideranças camponesas.

MINISTÉRIO DA GUERRA

QUARTEL GENERAL

ESTADO MAIOR

PB 54/E2

16 ABRIL DE 1966

Compartilhe:

Arquivos para download:

Deixe um comentário

Todos os campos sinalizados (*) são obrigatórios