Luta dos colonos desapropriados por Itaipu

A partir da década de 1970, com o início das obras da Usina Hidrelétrica de Itaipu Binacional,

cerca de 40 mil pessoas, ao longo dos oito municípios brasileiros afetados pela formação do lago,

começaram a viver o drama da expropriação, sendo aproximadamente 20 mil o número de

desapropriados no Paraguai, num dos maiores processos migratórios da história contemporânea.

A fase específica das desapropriações na região Oeste do Paraná ocorreu entre 1978 e 1982,

período em que se verificou a ocorrência de expressivas reuniões e assembléias, onde os colonos

expuseram os problemas, levantaram suas reivindicações e discutiram  as propostas apresentadas

pela direçao da Itaipu.

Compartilhe:

Deixe um comentário

Todos os campos sinalizados (*) são obrigatórios