VISITA DO GENERAL GEISEL À CURITIBA CAUSA PREOCUPAÇÃO COM SEGURANÇA E CASA CIVIL INVESTIGA TODOS OS FUNCIONÁRIOS

A visita do ditador general Ernesto Geisel à Curitiba em 1975, provou um grande alvoroço nas autoridades do estado e no comando da 5ª Região Milita. Com começa com a Casa Civil solicitando três metralhadoras MP/5 HK à Polícia Civil para serem usadas pela “segurança velada”. Leia-se agentes secretos.

A operação para proteger o ditador continuou com o envio dos nomes de todos os funcionários da Casa Civil ao DOPS – Delegacia de Ordem Política e Social, para que esse órgão investigasse os antecedentes de casa um. Na lista, além dos funcionários do cerimonial, constam os nomes dos mecanógrafos, ascensoristas, garçons, eletricistas e pessoal do buffet contratado pra servir os comes e bebes.

Compartilhe:

Arquivos para download:

Deixe um comentário

Todos os campos sinalizados (*) são obrigatórios