GESTO DO CANTOR ERASMO CARLOS FOI CONSIDERADO AFRONTA PELA DITADURA

http://pt.scribd.com/doc/138139603/erasmo

Ministério da Justiça

Departamento de Polícia Federal

Delegacia Regional de São Paulo

Erasmo Carlos

05 NOV 1970

DPF/PT/LORENA

DIFUSAO CI/DPF

INFO 303/70

PL/DF/SP

INFO 1087/11-970/CO/DPF-DR/EP

ACERVO ARQUIVO NACIONAL

COORDENAÇÃO REGIONAL DO DISTRITO NACIONAL NO DISTRITO FEDERAL

SÉRIE CORRESPONDÊNCIA OFICIAL

SUBSÉRIE INFORMAÇÕES SIGILOSAS

TRATA-SE DE DENÚNCIA ORIUNDA DA CIDADE DE LORENA (SP) E ENCAMINHADA ‘A DELEGACIA DA POLÍCIA FEDERAL DE SÃO PAULO, DIZENDO QUE NO DIA 18 OUTUBRO DE 1970, DURANTE UMA APRESENTAÇÃO NO PROGRAMA SILVIO SANTOS, O CANTOR ERASMO CARLOS “ AGRADECEU O PÚBLICO COM O GESTO TÍPICO DOS COMUNISTAS, ISTO É, ERGUEU O BRAÇO E CERROU O PUNHO”. DIZ AINDA O INFORME ENCAMINHADO PARA TODOS OS ÓRGÃOS DE VIGILÂNCIA E REPRESSÃO DA DITADURA, QUE “O CAMERAMAM FOCALIZOU VÁRIAS VEZES O GESTO DO CANTOR”.

O INFORME DA POLÍCIA FEDERAL ENCAMINHADO ‘A BRASILIA ACRESCENTA AINDA QUE “NÃO SERIA A PRIMEIRA VEZ QUE O ARTISTA CORRESPONDIA AS PALMAS DO PÚBLICO FAZENDO A CITADA SAUDAÇÃO”.

JÁ EM SEU INFORME, DATADO DE 1º DE DEZEMBRO DE 1970, O COMISSÁRIO CONSTANTINO MONTEBELLO DIZ  NÃO DUVIDAR DA INFORMAÇÃO ORIUNDA DE SÃO PAULO, TENDO EM VISTA QUE “ OS ARTISTAS SE JULGAM ACIMA DA LEI”.

DIZ AINDA O COMISSÁRIO DA POLÍCIA FEDERAL QUE, “ EXISTINDO, A GRAVAÇÃO DEVE SER APREENDIDA E EXAMINADA, DEVIDO A GRAVIDADE DA AFRONTA, QUE TEVE A CONIVÊNCIA DO CÂMERA QUE FOCOU A CENA COM INSISTÊNCIA”.

 

Compartilhe:

Deixe um comentário

Todos os campos sinalizados (*) são obrigatórios